terça-feira, 9 de abril de 2013

Você

Você,
Que me econtrou no vazio da escuridão,
No silêncio da solidão.

Você,

Que me mostrou o caminho cheiroso,
Das florestas de flores cheirosas, amorosas, carinhosas.

Que me constrói aos poucos,

Me concerta aos muitos.

Que me calou daquelas descontentes canções,

Que me mostrou a orquestra do amor cantável.

Me leva para o reino do prazer;

Para o lago de poções sensíveis;
Para o nascer contente de afecto constante.

Quero seu calor insaciável

Leve deitado em minha pele.
Que não vive sem a sua,
Não respira sem seu inspiro,
Não dorme sem seu corpo a me cercar.

2 comentários:

  1. Eu simplesmente amo quando você escreve em português.

    ResponderExcluir
  2. Cecete, ta foda!!!!

    muito sensorial, imagino vc falando

    ResponderExcluir